Quando deve aderir a moratória de crédito?

Quando deve aderir a moratória de crédito?

Julho 20, 2020 0 Por admin
Será que as famílias que não viram o seu rendimento muito afetado neste período devem adiar a amortização dos seus créditos? Existem alternativas para quem quer aliviar os encargos com os créditos, sem ter de recorrer a uma moratória. Como é o caso da transferência de crédito.
 
Apresentamos de seguida as várias opções de moratória:
 
suspensão total do pagamento da prestação diz respeito ao capital e aos juros. Ou seja, durante o período da moratória, não terá quaisquer encargos com o crédito. No entanto, esta modalidade tem custos adicionais.  
Ao adiar o reembolso de capital e o pagamento de juros, o capital em dívida aumenta, já que os juros que deveria pagar nesta fase são “transportados” para o capital em dívida.  
Apesar de esta modalidade ser a que maior alívio causa no orçamento, é também aquela que acaba por ficar mais cara para o cliente no futuro.  Uma vez que, quando o período da moratória terminar, a prestação sofrerá um aumento, devido à diluição dos juros que não foram pagos.
Outra opção é pagar apenas a parcela correspondente aos juros, suspendendo apenas a amortização do capital. Nesta modalidade, vai adiar o reembolso do empréstimo, mantendo o capital em dívida inalterado.  
Neste cenário, não são acrescentados juros não pagos ao capital em dívida, uma vez que mesmo durante o período da moratória, estes estão a ser pagos.
A terceira modalidade diz respeito à suspensão do pagamento de uma parte da prestação. Esta opção permite o pagamento dos juros e de uma parte do capital. Ou seja, o cliente pode optar por adiar apenas uma parte da prestação que agora devia pagar. 
Esta opção é a que acaba por pesar menos no orçamento do cliente no futuro.