Os imóveis vão passar a ter um "cartão de cidadão" ao abrigo de um projeto que pretende a criação de bases de dados da propriedade em Portugal, atualizadas em tempo real.

Segundo o jornal Público, o Número de Identificação do Prédio (NIP) vai ser lançado a partir do segundo semestre do ano, destinando-se numa primeira etapa apenas às propriedades rústicas, podendo, mais tarde, ser alargado às urbanas.

O NIP surge no quadro do Balcão Único do Prédio (BUPi), plataforma criada em 2017 que sofreu um impulso, no ano passado, quando fundos comunitários foram disponibilizados para que 153 municípios identificados como não tendo cadastro territorial das propriedades rústicas pudessem financiar a instalação de BUPi nos seus territórios, indica o jornal Público.

Deixe um comentário