Salários incapazes de acompanhar o disparar dos preços, acrescendo o facto da subida referente à prestação da casa.

A inflação consiste no aumento generalizado do preço de bens e serviços, traduzindo-se na perda do poder de compra por parte do consumidor, ou seja, com as receitas mensais que auferimos, passamos a conseguir comprar menos.

Particularmente durante este ano, verificamos que as atualizações salariais (quase inexistentes), não conseguem suportar tantos aumentos, como contas do supermercado, despesas de saúde, eletricidade, portagens, seguros, combustíveis, transportes, despesas com créditos, etc. Os gastos são elevadíssimos e diariamente os preços não param de subir.

Muitas são as dicas dadas para poupar, mas será que se consegue mesmo poupar? Ou poupar é um privilégio?

Pois bem, comece por analisar detalhadamente o seu extrato bancário referente aos últimos três meses. Analise bem o valor das suas entradas (recebidas em forma de salário ou prestações de serviços), pondere o que entrou face aquilo que gastou. Registe manualmente em excel ou utilize apps para gerir o seu dinheiro e poupar.

Depois de efetuar os registos, questione-se sobre o que pode anular ou renegociar, efetue mesmo um Detox Financeiro. Já ouviu falar?

Detox Financeiro é no fundo uma desintoxicação financeira, através da eliminação de maus hábitos e da redefinição de hábitos financeiros mais saudáveis. Consiste na estipulação de novas metas e na quantificação das mesmas, com prazos devidamente definidos.

Para começar deve saber então onde gasta o seu dinheiro, depois estipule inicialmente pequenas metas, com prazos, progressivamente vá evoluindo.

Como fazer o Detox Financeiro?

Faça uma lista das despesas fixas como (renda, seguros, eletricidade, comunicações, Internet, ATL, pagamento de empréstimos, etc, e despesas variáveis como ( alimentação, combustível, vestuário, cabeleireiro / barbeiro, presentes, viagens, manutenções, impostos, etc..)

Certifique-se de que regista tudo aquilo que está a gastar, independentemente do montante ser elevado ou não. Depois de analisar, defina o que vai renegociar, reduzir ou até mesmo eliminar. Estipule prazos!

Damos-lhe então algumas dicas para iniciar o seu planeamento de Detox Financeiro.

  • Liste as suas dívidas (caso tenha): Empréstimo habitação, Crédito Automóvel, Créditos Pessoais, Cartão de Crédito. Consulte um Intermediário de Crédito, para saber onde pode atuar, através de uma Consolidação ou mesmo uma Transferência de Crédito.
  • Planifique as suas refeições (se puder cozinhe em casa).
  • Prepare almoços em casa ou opte pelo uso da “marmita”, torna-se mais saudável e económico.
  • Tome café em casa e não compre doces.
  • Faça atividades físicas ao ar livre, evitando gastos no ginásio.
  • Não utilize inadequadamente o cartão de crédito.
  • Encontre-se com os seus amigos, longe de centros comerciais.
  • Não faça compras desnecessárias online.
  • Não compre vestuário, bijuterias, ou outros artigos que mesmo parecendo baratos, sabe que só vai utilizar uma vez.
  • Não ceda a gastos compulsivos, que lhe trazem momentaneamente uma sensação de satisfação.
  • Depois de efetuado o referido Detox Financeiro, quantifique quanto poupou e questione-se se não estará na altura de começar a investir?

 

Fale com o nosso parceiro DS Intermediários de Crédito Viseu Quinta del Rei, para ser acompanhado!

Deixe um comentário